#6 Vivendo em Expectativa Pt. II

A vida é um constante vir a ser, um devir. Em sua faceta pessimista os meses se passam e a ocasião almejada parece nunca querer se concretizar. Sob esse prisma, aquela que nunca morre – a esperança – se torna o pior dos males, pois prolonga o tormento do homem. Nietzsche não me deixa mentir. […]

#5 Vivendo em Expectativa Pt. I

Certa feita John Lennon disse: “A vida é o que acontece enquanto você está fazendo outros planos”, em tradução livre deste que escreve. Conseguimos perceber essa constatação apenas em retrospecto, quando a vida já aconteceu. Isso se dá justamente porque vivemos em expectativa. Durante o dia esperamos pelo fim do expediente. Em casa, no conforto […]

#4 Cosmos vs. Psiquê

Na procura por temas a serem discorridos neste blogue, decidi-me por citar uma empolgante conversa recente que tive com o interessantíssimo P. R. Cunha. Aliás, abro um parêntese aqui para salientar que qualquer bate-papo se faz deveras produtivo quando um dos interlocutores é o nobre Cunha. Falávamos sobre Astronomia, como de praxe, e me recordei […]

#3 Ouroboros Pt. II

O que alguns chamam de procrastinação, muitos identificam como preguiça crônica. Mas há aqueles que alegam que essa condição indigna é amparada por justificativas neuroquímicas. Argumentam que em certas pessoas a previsão da descarga antecipada de dopamina é mais eficiente, portanto, elas se sentem mais compelidas a execução de tarefas não tão estimulantes antes mesmo […]

#2 Ouroboros Pt. I

Até o presente momento, astrônomos em comum acordo atestam que as quatro forças fundamentais a regirem o universo são: gravidade, eletromagnetismo, força nuclear fraca e força nuclear forte. Bom, no meu apartamento a única interação a imperar absoluta é a PROCRASTINAÇÃO. Logo, a promessa de constância foi comprometida já no despontar do blogue. Autodiagnosticado, mas […]

#1 Prelúdio

Esporadicamente, floresce em meu íntimo um impulso latente em me expressar pelas vias artísticas. Não que o radical “arte” aqui empregado remeta à uma mínima aptidão de minha parte, mas por “artístico” quis fazer referência ao labor criativo, aquele que afasta o indivíduo de uma existência autômata, engajada apenas em prosperar no emprego, intercalando suas […]